Papéis Avulsos

Papéis Avulsos
Pra não ser perderem no tempo, eternizadas aqui estão.

sexta-feira, 23 de abril de 2010

LUA


Foi olhando a lua

Que nela te avistei

Foi conversando com você
 
Que me apaixonei.


Foi tudo meio estranho e diferente

De começo msn, telefone

E tudo isso começou envolver agente.
Telefonemas que duravam horas

Assuntos 
inacabáveis 
E você sempre dizendo aquelas palavras

Que me deixavam assim
Meio sem jeito
Meio sem graça
Mas no fundo sempre me dava

Uma imensa alegria
 
Que palavra alguma descreveria.


Até de amor eu te chamei

Escapou sem querer O meio de uma frase
Que eu quis recorrer

E que sem sucesso pude ter

Você escutou o que falei
A tal palavra que sem graça te 
deixei
E olha que isso é complicado.

Até de "marido" nos chamamos
Cada dia mais intenso está ficando
O sentimento por ti vai alimentando 
Tenho medo de onde estou chegando.


Tudo o que é novo nos dá medo
Mas eu gosto de superar meus medos
Tudo isso você diz ser novo pra você
E tenha certeza que também é pra mim,
 
Gostar tanto de alguém e não enxergar o fim.


Olhe pra lua

E toda vez que a ver
Sinta
que estou olhando pra ela
E imaginando você
E pensando nos eternos dias de alegria
Que juntos vamos ter...



FAVARETTO/Paulo

2 comentários:

  1. Que isso em..me surpreendo a cada dia que passa ,,com voce ...

    ResponderExcluir